Página inicial > Programas > Desenvolvimento Local > Bahia > Proteção Ambiental e o uso racional de recursos naturais – Programas territoriais Bahia

Proteção Ambiental e o uso racional de recursos naturais – Programas territoriais Bahia

Recuperação de mata ciliar e adequação de assentamentos de reforma agrária à legislação ambiental

  • Produção de 50.000 mudas de 35 espécies nativas da Mata Atlântica em parceria com grupos de agricultores, com o Instituto Floresta Viva e com o Instituto Cabruca;
  • Implantação de três viveiros com capacidade de produção de mudas de espécies nativas;
  • Capacitação de mais de 30 assentados na produção de mudas e recuperação de áreas degradadas;
  • Envolvimento ativo de mais de 40 famílias afrodescendentes da reforma agrária em projeto piloto de adequação ambiental;
  • Em Dandara dos Palmares (assentamento de 1.400 hectares com 280 pessoas assentadas), no município de Camamu, restauração de 18 hectares de mata ciliar e apoio na averbação de reserva legal;
  • Em Terra de Santa Cruz (assentamento de 380 hectares com 120 pessoas assentadas), no município de Santa Luzia, restauração de 20 hectares de mata ciliar e apoio na averbação de reserva legal;
  • Em Dom Helder Câmara (assentamento de 240 hectares com 158 pessoas assentadas), no município de Ilhéus, restauração de 12 hectares de mata ciliar e apoio na averbação da reserva legal;

Qualificação das ações de educação ambiental e desenvolvimento local na rede pública de ensino

  • Sete módulos presenciais realizados, intercalados por seis experiências de trabalho em campo;
  • 30 escolas públicas acessaram conteúdo sobre gestão de recursos hídricos e desenvolvimento local contextualizado ao território;
  • 33 professores multiplicadores participaram de 128 horas aula, em processo de valorização e qualificação;
  • 108 moradores da periferia urbana de Ilhéus envolvidos com os temas de educação ambiental;
  • Engajamento de quatro assentamentos de reforma agrária, onde moram alguns dos professores da rede pública participantes dos processos de formação em educação ambiental ;
  • 200 alunos de ensino público do nível fundamental com acesso a novos conteúdos;
  • 90 alunos do programa EJA – Educação para Jovens e Adultos com acesso a novos conteúdos;
  • Um assentamento de reforma agrária adotou internamente o sistema de coleta seletiva;
  • Três assentamentos de reforma agrária conseguiram inclusão no serviço municipal de coleta de lixo.

Perguntas frequentes

Leia nossas perguntas frequentes e conheça mais sobre a CARE Brasil

Fale conosco

Conheça nossos endereços no Brasil e entre em contato.

Assine a nossa newsletter

Receba as novidades e informativos

Receba as novidades e informativos